Concurso público, força de vontade e inclusão digital.

Estudar vale a pena?

Estudar vale a pena sim!
Creative Commons License photo credit: chop1n

Matéria no Diário Catarinense: “Morador de rua passa em concurso do BB em Recife”

LOL! Vendo o título da noticia rapidamente, cheguei a imaginar que tivesse sido mais um caso de “sorte” ou erro da executora do concurso público ou mais um daqueles casos de fraude. :lol:

Mas lendo a matéria completa, pude constatar que era algo diferente do que eu imaginava e fiquei feliz em saber que as pessoas, quando querem, tem força de vontade e conseguem realizar os seus sonhos.
Ah! E outra! Que está ai de que vale a pena estudar! Leia um trecho publicado pelo DC:

[...] Ubirajara Gomes da Silva passou quase um ano carregando pelas ruas do Recife uma folha de papel dobrada com o comprovante de classificação no concurso do Banco do Brasil. Silva ficou na 136ª posição, entre 171 classificados para trabalhar no Recife.

Neste mês, foi convocado para assumir o cargo de escriturário, cujo salário inicial é de R$ 942,90, mais gratificação de 25%. Morador de rua há 12 anos, Silva finalmente vai realizar o desejo de ter um lar.

Silva costuma usar computadores em bibliotecas públicas e lan-houses que cobram preços baixos pelo uso. Foi pela rede mundial de computadores que ele leu o edital do concurso, conseguiu material de estudo e trocou informações com outros candidatos. E foi também pela internet, em setembro do ano passado, que ele ficou sabendo que havia sido classificado no concurso. A boa notícia veio três dias antes de ele completar 27 anos. [...]

Ubirajara diz que prestou cinco concursos em dois anos (Foto: Diário de Pernambuco)

[Ubirajara diz que prestou cinco concursos em dois anos (Foto: Diário de Pernambuco)]

:idea: Um belo exemplo para aquele pessoal que fica pelos cantos reclamando de que nunca consegue passar em concursos; e de que a inclusão digital traz benefícios… ;-)

Fonte:
Diário Catarinense: “Morador de rua passa em concurso do BB em Recife


0 Responses to “Concurso público, força de vontade e inclusão digital.”


  • No Comments

Leave a Reply

*